Obra do historiador Paulo Rezzutti visita a infância de importantes personagens brasileiros

O escritor e pesquisador Paulo Rezzutti, autor de cinco livros de uma série sobre a história nacional, acaba de publicar uma obra voltada para crianças. Em Princesinhas e principezinhos do Brasil, o autor paulistano combina fatos e ficção para mostrar como foi a infância de algumas figuras emblemáticas do país. Os 13 contos, ilustrados por Gisele Daminielli, são:

  • Maria e o rinoceronte
  • Carlota, a princesa terrível
  • Leopoldina, a princesa que gostava de estudar
  • Pedro, o príncipe valente
  • Maria da Glória, a princesa carioca que se tornou rainha
  • Januária, Francisca e o imperador com o rei na barriga
  • Maria Amélia, a princesa que adorava estrelas
  • Isabel e Leopoldina, as princesas do jardim
  • Zumbi, Dandara e a princesa do outro lado do mar
  • Custódio, o príncipe que conhecia as plantas
  • Paraguaçu, a princesa do grande rio
  • Muirá Ubi, a princesa do Arcoverde

“Além do modelo do que é conhecido de um príncipe ou princesa europeu, queria também que as crianças se sentissem todas representadas”, explica Rezzutti em um vídeo de seu canal no YouTube, A história não contada, que tem 222 mil inscritos e acumula quase 17 milhões de visualizações.

“Por isso, foram incluídos personagens indígenas e africanos que podem ser considerados príncipes por serem filhos e netos de líderes tribais ou de guerreiros importantes”, complementa. Algumas dessas figuras são Zumbi dos Palmares e sua esposa, a guerreira Dandara, e Paraguaçu, do povo indígena Tubinambá.

Paulo Rezzutti, autor de Princesinhas e principezinhos do Brasil.

Quem é Paulo Rezzutti

  • Escritor, pesquisador e youtuber
  • Mantém o canal A história não contada, com 222 mil inscritos e quase 17 milhões de visualizações
  • Tem seis livros sobre a história do Brasil e seus personagens
  • O mais recente, Princesinhas e principezinhos do Brasil, é voltado para crianças
  • Com D. Pedro, a história não contada(2015), ganhou o Prêmio Jabuti
  • Em agosto de 2021, tomou posse como membro correspondente do Instituto Histórico de Petrópolis, no Rio de Janeiro
  • Pelo Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, trabalhou como consultor técnico na exumação dos corpos dos primeiros imperadores do Brasil

Por trás do livro

A inspiração para escrever Princesinhas e principezinhos do Brasil surgiu de uma viagem que Paulo Rezzutti fez para Petrópolis ao lado de uma amiga e filhos dela. Um deles, João Pedro, mostrou-se interessado pelas informações que Rezzutti dava sobre a cidade, o que o fez perceber que crianças também gostam de História.

Além disso, no lançamento de seus livros para o público adulto, Rezzutti já tinha percebido a presença em peso dos pequenos, que costumam bombardeá-lo com perguntas sobre a infância daqueles personagens sobre os quais o youtuber fala em seu canal.

Juntando o útil ao agradável, Paulo Rezzutti se lançou na tarefa de contar a infância dos personagens já citados. Como não seria possível usar o tom habitual de seus outros livros, resolveu que um bocado de fabulação cairia bem.

No conto de Paraguaçu, a personagem ajuda um náufrago. A arte é de Gisele Daminielli.

Fatos e ficção na obra de Paulo Rezzutti

Princesinhas e principezinhos do Brasil é fruto da imaginação do autor, mas não deixa de lado certo rigor historiográfico. “Os contos são ficcionais, mas com um pé na realidade”, explica Rezzutti.

Para reconstituir a história de algumas figuras marcantes do Brasil, Rezzutti utilizou seu conhecimento prévio sobre cartas, diários e outros meios de informação utilizados para suas narrativas anteriores — D. Pedro (2015), vencedor do Prêmio Jabuti, D. Leopoldina (2017) e Mulheres do Brasil (2018), todos da série A história não contada, são algumas delas.

A ilustradora catarinense Gisele Daminielli ficou a cargo de dar corpo aos personagens e pintar os cenários históricos. Apesar de ter toques da artista nas representações, Gisele se baseou nos locais reais e utilizou quadros e outros registros dos personagens retratados para imaginar como eles seriam quando pequenos.

Compre o livro na loja Bienal Rio

Princesinhas e principezinhos do Brasil
Paulo Rezzutti
Ilustrações: Gisele Daminielli
Pingo de Ouro
192 págs.