O novo livro e as séries fantásticas de Sarah J. Maas

Há anos que a literatura de terror e fantasia, daquela que oferece ao leitor universos ficcionais complexos, costuma aparecer nas listas de livros mais vendidos e cativa o público de todas as idades — como no caso do mestre Stephen King ou da badalada V. E. Schwab. A norte-americana Sarah J. Maas, que escreveu seu primeiro livro aos 16 anos, está nesse grupo também.

As gigantescas séries da autora nova-iorquina já ganharam a simpatia de muita gente, e ela acaba de se lançar em mais uma empreitada com Casa de terra e sangue, primeiro volume da coleção Cidade da Lua Crescente. O novo livro, que segue o formato de calhamaço das publicações anteriores, acompanha a paixão improvável entre Bryce Quinlan, em busca de vingança, e um anjo caído.

Na história, que se passa em um mundo contemporâneo repleto de magia e perigos, a protagonista leva uma vida pacata: trabalha tão duro quanto se diverte, em um ritmo típico da juventude feérica — classe de seres apresentada na série Corte de espinhos e rosas, explicada na sequência. Só que Bryce não contava que, certo dia, um demônio mataria alguns de seus melhores amigos. E sua existência jamais seria a mesma.

Sarah J. Maas, autora de enormes séries literárias de fantasia. Foto: Josh Wasserman

Conheça Sarah J. Maas

  • Nasceu em Nova York, nos Estados Unidos, em 1986
  • Escreveu o primeiro esboço do que viria a ser Trono de vidro aos 16 anos
  • Começou publicando, de forma independente, no site FictionPress
  • Para escrever sua primeira obra, imaginou como seria se a Cinderela fosse uma assassina
  • Seu livro de estreia, que abre a série Trono de vidro, saiu em 2012
  • Teve grande sucesso com os quatro volumes da série Corte de espinhos e rosas
  • Formou-se em Escrita Criativa, no Hamilton College, em 2008
  • Está traduzida em 35 países
  • Mantém um site pessoal e um para fãs
  • Mora no estado da Pennsylvania, com o marido e um cachorro

A vingança de Bryce

De volta à história de Casa de terra e sangue, Bryce Quinlan — sobrevivente do atentado que tirou a vida de seus amigos — se conforta com a ideia de que o responsável por conjurar o demônio assassino está preso. Dois anos depois, tudo recomeça. Ela sabe exatamente o que está acontecendo, e vai fazer o possível para se vingar.

Para isso, Bryce se junta a Hunt Athalar — um anjo caído que dedicou sua vida à destruição de seus inimigos, mas agora está escravizado por arcanjos. Quando surge a possibilidade de redenção, auxiliando a protagonista na caçada do demônio à solta, ele aceita a proposta.            

Nessa jornada, a dupla se embrenha na Cidade da Lua Crescente, onde habita um sombrio poder que pode ameaçar a todos. Durante a convivência, a mulher em busca de vingança e o anjo caído acabam se aproximando de uma maneira menos profissional do que deveriam. Aceitar esse amor, no entanto, é mais um dos problemas.

Séries literárias

A primeira incursão por Sarah J. Maas pela literatura de fantasia foi com o volume inicial de Trono de vidro, publicado inicialmente em um site independente, o FictionPress, e depois transformado em uma série de seis volumes — sem contar os vários livros que complementam esse universo ficcional, as prequelas, extras e spin-offs.

A partir daí, a autora vem demonstrando grande fôlego para construir narrativas gigantescas, no maior estilo Senhor dos anéis, com muitas tramas, subtramas, heróis e vilões bem marcados, cidades fantásticas.

A segunda grande empreitada da autora começou com a série Corte de espinhos e rosas, cujo primeiro volume saiu no Brasil em 2015, e tem quatro títulos ao todo — mais um spin-off e um título extra. Ao todo, juntando as obras oficiais das séries citadas e o novo livro, Casa de terra e sangue, são quase 7 mil páginas.

Box da série Corte de espinhos e rosas, disponível na loja da Bienal Rio.

Guia de leitura: Trono de vidro

No primeiro volume de Trono de vidro, a exemplo da narrativa de Casa de terra e sangue, uma personagem está em busca de redenção. Em Adarlan, local que perdeu a magia há muito tempo e é governado por um rei perverso, uma prisioneira de 18 anos aguarda uma sentença de morte iminente.

Aos 45 do segundo tempo, quando Celaena Sardothien já estava prestes a perder as esperanças, a prisioneira recebe a proposta de representar o príncipe de Adarlan em uma competição brutal. Ela é a melhor assassina do reino, mas a tarefa não será fácil: enfrentar 23 adversários sanguinários.

Antes que Celaena pudesse executar sua tarefa, que topou fazer a fim de ter sua liberdade de volta, uma força estranha começa a tirar a vida de seus adversários. Se antes ela deveria matá-los, agora a personagem precisa descobrir o que ou quem está por trás das ações.

Os outros volumes da série Trono de vidro, na ordem correta de leitura e sem considerar os títulos extras, são:

Guia de leitura: Corte de espinhos e rosas

Nos quatro volumes de Corte de espinhos e rosas, que começa com o um livro de mesmo nome, uma muralha mágica separa mundos radicalmente diferentes. Os feéricos, de um lado, vivem um mundo mágico e cheio de belezas; do outro lado, humanos existem em uma condição não muito diferente da que conhecemos — com medo, desconfianças e dificuldades.

Nesse mundo bipartido, Feyre é uma filha de humanos falidos e sabe que tudo poderia ser bem melhor. Com o coração pesado, ela se torna uma caçadora e desbrava as florestas ao redor de sua aldeia. Até que seu caminho se cruza com o de um lobo e ela mata o animal. Tratando-se de um universo mágico, claro que não poderia ser um “simples” lobo. E tudo desanda para Feyre.

Os outros volumes da série Corte de espinhos e rosas, na ordem correta de leitura e sem considerar os títulos extras, são:

Compre o novo livro na loja Bienal Rio

Casa de terra e sangue — Cidade da Lua Crescente vol. 1
Sarah J. Maas
Trad.: Adriana Fidalgo
Galera
896 págs.