O conturbado mundo dos jovens

Parceiros de escrita há quase 15 anos, Jenni Hendriks e Ted Caplan estrearam na literatura com um livro que deu o que falar — Desgrávida, adaptado para um filme homônimo da HBO Max em 2020, com direção de Rachel Lee Goldenberg. Agora a dupla, afeita às polêmicas e ao humor duvidoso, volta a atacar no recém-lançado Estúpida promessa.

No último ano do ensino médio, o bom-moço Cam Webber — narrador da história — declara: “Aquele seria o dia em que eu finalmente convidaria Kaia Gonzales para sair”, em uma tarefa que é mais difícil do que tentar tirar o tubarão-branco do aquário da cidade ou promover campanhas para que a escola deixe de usar canudos de plástico.

Kaia, considerada por Webber a “ativista mais barulhenta”, segue as mesmas pautas sociais que o protagonista e se mostra realmente preocupada com o mundo. Juntos, ao que tudo indica, eles formariam um casal perfeito — se no meio do caminho não tivesse uma pedra, como diria o poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade.

Ted Caplan e Jenni Hendriks, autores de “Estúpida promessa” e “Desgrávida”.

Uma chocante descoberta

Steve Stevenson, “o cara que é incapaz de passar por um armário da escola sem desenhar um pênis nele”, é o “ficante” de Kaia. O porquê, ninguém sabe dizer. Indiferente ao meio ambiente, aos direitos femininos, sem nenhuma consciência de classe e organizador de festas lendárias, Steve pode ser imaginado como aquele típico valentão dos filmes da Sessão da Tarde.

Dá para imaginar, dados os fatos, que o choque de Cam é grande quando ele descobre que a garota de seus sonhos está envolvida com um cara desse tipo. E o pior de tudo é que a revelação acontece justamente em uma das tais festas de Steve — em seu casarão imenso, com piscina, cheio de armas e bebida.

Ao saber da relação dos dois, presenciando um beijo desses universos opostos, Cam fica possesso — e até se desfaz de todas suas camisetas com estampas virtuosas, como as que dizem “Baby Yoda para presidente”, “Destrua o patriarcado, não o planeta” e “Livros sim, armas não”.

A reviravolta

Para piorar as chances de o protagonista ficar com Kaia, Steve descobre que tem câncer. A garota, desesperada, pede ajuda à pessoa que, provavelmente, mais irá se esforçar para ajudá-la nesse momento difícil: Cam.

O que poderia ser o fim das esperanças do narrador se torna, na verdade, sua possibilidade de redenção. Ele não só abraça a ideia de ajudar Steve, como promete criar a maior campanha publicitária viral de todas — concentrada no site savesteve.org. Por trás da bondade, é claro, há segundas intenções.

Tudo bem que Steve usa sungas estampadas com a bandeira norte-americana, e talvez não devesse beber assim sendo tão novo, mas ele não é bobo nem nada. O plano de Cam, toda essa bondade excessiva, liga o desconfiômetro de seu antagonista — e inúmeras situações absurdas envolvendo o triângulo amoroso acontecem.

Haley Lu Richardson e Barbie Ferreira no filme Unpregnant, da HBO Max.

Assunto meio controverso

O site oficial de Jenni Hendriks, que foi roteirista da série How I met your mother (2005-2014), e Ted Caplan, envolvido com música no cinema há muitos anos, descreve a dupla da seguinte maneira:

Então… Nós escrevemos um livro. Para adolescentes. Sobre um assunto que pode ser considerado meio ‘controverso’. E aí nós fizemos piadas sobre isso. Um monte. Nós também usamos palavrões. Uma de nossas mães está muito brava. A outra nem acredita que existe um livro.

A apresentação se refere à obra Desgrávida, que traz, de fato, um assunto que pode ser considerado meio controverso: o aborto. Feito por uma menor de idade. Escondida dos pais. Junto com uma amiga meio inconsequente. E a história virou um filme da HBO Max, com Haley Lu Richardson no papel da protagonista, Veronica Clarke, e Barbie Ferreira na pele da amiga Bailey Butler.

No livro, Veronica tem 17 anos e é uma aluna exemplar, orgulho dos pais — nunca reprovou em um teste e jamais havia pensado nessa possibilidade, até que o teste que precisa fazer é de gravidez. E, para o desespero da garota, ela é novamente aprovada.

Viagem maluca

O acontecimento inesperado nubla as perspectivas da protagonista, que estava com uma bolsa de estudos engatilhada para a Universidade Brown, em Rhode Island, uma das lendárias academias de ensino superior da Ivy League.

Veronica não pode contar para o namorado (afinal, sabe Deus como é que isso foi acontecer, já que eles sempre usavam camisinha), não tem carro e a clínica mais próxima para conseguir um aborto legalizado fica no Novo México, a milhares de quilômetros de distância.

A única saída que lhe vem à mente não é das melhores: procurar sua ex-melhor amiga, Bailey Butler, uma menina raivosa e afeita a comentários maldosos. Apesar disso, talvez seja a única pessoa que não irá julgar sua atitude.

Após a estranha parceria se firmar, o leitor acompanha uma louca viagem de três dias, na qual não faltam carros roubados, strippers gentis, aliens — e, principalmente, corações pesados devido a uma amizade que já não é mais a mesma, mas ainda se mostra essencial em um momento delicado.

Compre os livros na loja da Bienal Rio

Estúpida promessa
Jenni Hendriks e Ted Caplan
Trad.: Carlos Szlak
Faro Editorial
256 págs.

Desgrávida
Jenni Hendriks e Ted Caplan
Trad.: Carlos Szlak
Faro Editorial
254 págs.