Literatura e jogos: o melhor dos dois mundos

Por meio de uma série de matérias envolvendo literatura e outras linguagens, a Bienal 360º começa a desconfiar que essa forma de expressão imortalizada pelas musas de Homero tem mais espaço no mundo moderno do que se imagina. Ela está nos podcasts, em filme premiados, séries animadas, no YouTube e Instagram, e tem até plataformas próprias para sua disseminação, como o Wattpad. Não é surpresa, então, que a arte escrita e jogos — para consoles e PC — também formem uma boa dupla.

Àqueles que praticam a atividade solitária e introspectiva da leitura, mas também não abrem mão da diversão proporcionada pelos jogos, algumas dicas de games baseados em obras literárias vêm bem a calhar. Ao leitor exigente e desconfiado, já fique sabendo que o romance Coração das trevas, de Joseph Conrad, está na lista.

Outros autores que inspiraram os jogos sugeridos na sequência são o escocês Arthur Conan Doyle, criador do Sherlock Holmes, o norte-americano H. P. Lovecraft e seu tenebroso Cthulhu, os irmãos russos Arkádi e Boris Strugátski, de Piquenique na estrada, e Dante Alighieri, autor d’A divina comédia.

Spec ops: The line (2012)

Neste jogo de tiro em terceira pessoa, desenvolvido pela Yager, o capitão Martin Walker, o sargento John Lugo e o tenente Alphanso Adams, mais toda equipe de apoio, chegam na devastada cidade de Dubai para resgatar o coronel John Konrad. Qualquer semelhança com o nome Joseph Conrad, autor de Coração das trevas, não é mera coincidência.

A história em si também flerta com o romance do autor ucraniano. Na trama do livro, o capitão Marlow desce um rio africano, junto com alguns companheiros, para resgatar o comerciante de marfim Kurtz. Claro que cada formato guarda suas peculiaridades, e no jogo o foco está muito mais na ação.

Ainda vale lembrar que Coração das trevas foi a grande inspiração para Francis Ford Coppola dirigir e escrever Apocalypse now (1979). No longa-metragem, Kurtz é um coronel recluso interpretado por Marlon Brando — que, em um monólogo de cerca de cinco minutos, entrega um dos momentos mais intensos do cinema.

Sherlock Holmes: Chapter one (2021)

O jogo, desenvolvido pela Frogwares, está previsto para ser lançado neste ano e vai acompanhar um Sherlock Holmes de 21 anos, em começo de carreira, que volta à ilha mediterrânea de Cordona — onde cresceu — após a morte de sua mãe. No canal oficial da PlayStation no YouTube é possível ver uma prévia do que vem por aí.

A trama se baseia na vasta obra de Arthur Conan Doyle, criador deste que é o detetive mais astuto e famoso da literatura mundial. Para conhecer como é o personagem nos livros, a HarperCollins lançou um box com todas as aventuras de Sherlock e seu caro Watson.

Call Of Cthulhu (2018)

Desenvolvido pela Cyanide, o jogo traz no título uma referência explícita a uma das criaturas mais bizarras da literatura de terror: o Cthulhu, criado pelo norte-americano H. P. Lovecraft. Para conhecer a história desse ser bizarro da mitologia lovecraftiana, o conto recomendado é “O chamado de Cthulhu”.

Na trama do jogo, o detetive Edward Pierce investiga a morte da sinistra pintora Sarah Hawkins. Para desvendar o caso, Pierce desembarca na ilha de Darkwater e começa a lidar com eventos sobrenaturais.

S.T.A.L.K.E.R.: Shadow of Chernobyl (2007)

Neste jogo distópico de tiro em primeira pessoa, desenvolvido pela ucraniana GSC Game World, outro desastre aconteceu na área já devastada de Chernobyl — palco de um dos acidentes nucleares mais catastróficos da História. A partir disso, eventos sinistros começam a acontecer e o jogador encarna o personagem Marked One, que faz tudo por dinheiro, para desbravar essa realidade alternativa.

O enredo do jogo guarda semelhanças com o clássico da ficção científica Piquenique na estrada, dos irmãos russos Arkádi e Boris Strugátski. No livro, alienígenas chegaram à Terra, mas não se comunicaram com as pessoas. Os locais que eles habitam, zonas proibidas, precisam ser desbravados por gente tão destemida — e, por que não?, inescrupulosa — quanto o Marked One.

Dante’s Inferno (2010)

Desenvolvido pela Visceral Games, o jogo acompanha o cavaleiro das Cruzadas Dante — morto, naturalmente, já que está no inferno — em busca de Beatrice. Para chegar até sua amada, o homem vai usar sua foice para combater todo tipo de criatura bizarra.

O game empresta elementos da primeira parte do clássico A divina comédia, de Dante Alighieri, como a ideia de o inferno ter nove círculos. E, no decorrer da jornada, o jogador encontra figuras como a do poeta Virgílio.

Compre os livros na loja Bienal Rio

Coração das trevas
Joseph Conrad
Trad.: Paulo Raviere
DarkSide
176 págs.

Sherlock Holmes: Obra completa
Arthur Conan Doyle
Vários tradutores
HarperCollins
1.808 págs.

O melhor de H. P. Lovecraft
H. P. Lovecraft
Trad.: Cássio Yamamura
Excelsior
244 págs.

Piquenique na estrada
Arkádi e Boris Strugátski
Trad.: Tatiana Larkina
Aleph
320 págs.

A divina comédia
Dante Alighieri
Trad.: J. P. Xavier Pinheiro
Martin Claret
885 págs.