Espaço Metamorfoses encanta crianças de todas as idades

“Para adiar o fim do mundo, é preciso continuar contando histórias”, lê em voz alta Joseph, de 14 anos. A frase do escritor Ailton Krenack ilustra uma das paredes do Espaço Metamorfoses, patrocinado pela Petrobras Cultural, e instiga a vontade de entrar para conhecer aquele ambiente que mistura aspectos lúdicos e hi tech.

Esta é a segunda Bienal de Joseph, que visitou o festival com mais três amigos: Larissa, de 14 anos, Raquel e Jonathan, ambos com 13 anos de idade, que estão vindo à Bienal pela primeira vez. Estudantes do Ensino Médio da Escola Municipal Gama Filho, eles estavam muito felizes por poderem participar do evento e o Espaço Metamorfoses foi o primeiro local que quiseram conhecer.

“Eu já li Moby Dick e O Vento Levou. Quero comprar mais livros assim”, disse Jonathan, que adora literatura clássica, animado.

O acesso ao espaço tem brincadeiras, jogos, charadas e mensagens cifradas, tudo para distrair e divertir quem aguarda na fila. Logo na entrada, os pequenos podem aproveitar um balanço de tecido que se fecha como um casulo, dando assim a experiência da lagarta em sua fase de transformação em borboleta. Este, aliás, é o tema principal do espaço, com curadoria do LERCONECTA.

O ambiente foi planejado para receber crianças de todas as idades e é inspirado nas mudanças do mundo e da leitura, trazendo uma exposição imersiva com cenários interativos.

Os quatro amigos brincaram nos totens ilustrados, misturando as roupas e rostos dos personagens, mas logo correram para o painel de imagens, para ver quem tinha melhor desempenho no jogo da memória. Admirados com tantas cores, luzes e experiências sensoriais, Raquel, com os olhos brilhando, disse: “Queria ter um quarto assim”, se referindo ao espaço com a frase “Somos todos poeira de estrelas”, de Carl Segan.

Na sala ao lado, os amigos se alternavam para abrir pequenas portinhas que continham em seu interior trechos de livros, com as falas de personagens como Emília, do Sítio do Pica-Pau Amarelo, e do Homem de Lata, de O Mágico de Oz.   

A turma seguiu adiante no passeio, curiosos e dispostos a continuar lendo e contando novas histórias.

Uma viagem literária em diversas linguagens

Crianças com deficiência visual poderão fazer uma visita guiada por este espaço, em horários específicos. O agendamento dessas visitas deverá ser realizado através do e-mail: visitaguiada@glbr.com.br.