Dia das Crianças: dicas de leituras clássicas e contemporâneas

Para tornar o Dia das Crianças mais literário, a Bienal 360º preparou uma lista com cinco livros de autores nacionais e estrangeiros. Assinados por nomes clássicos e contemporâneos, os títulos servem tanto para divertir quanto para instruir os pequenos.

Quem abre a seleção é J. K. Rowling, autora dos seis livros da série Harry Potter. Em seu trabalho mais recente, Jack e o porquinho de Natal, a escritora britânica retorna à prosa voltada para o público infantojuvenil após ter encerrado, em 2007, a saga do bruxo mais conhecido do mundo.

O britânico-nigeriano Dapo Adeola entra nas indicações com Ei, você! — Um livro sobre crescer com orgulho de ser negro, que reúne ilustrações de 19 artistas diferentes e sugere caminhos para jovens sonhadores. Outra obra que apresenta novas possibilidades é Diário de Pilar na Índia, da carioca Flávia Lins e Silva, na qual o leitor é levado a conhecer as maravilhas do país asiático.

Um nome clássico como o de Ana Maria Machado não poderia ficar de fora. Imortal da Academia Brasileira de Letras (ABL) e vencedora do Prêmio Hans Christian Andersen, a carioca lançou três livros no começo deste ano — um deles, O mesmo sonho, é comentado aqui pela Bienal 360º.

Encerra as indicações um título instrutivo da coleção “A infância de”, editada pela Callis. Assinado por Audálio Dantas, A infância de Mauricio de Sousa repassa a trajetória do criador da Turma da Mônica. A série conta, ainda, com biografias que contemplam a infância de Tarsila do Amaral, Tatiana Belinky e Graciliano Ramos.

Jack e o porquinho de Natal
J. K. Rowling

A escritora britânica J. K. Rowling ganhou o mundo ao narrar, em seis livros, a longa jornada mágica de Harry Potter. Agora, quase 15 anos após ter finalizado a saga do bruxo mais conhecido do mundo, ela volta à prosa para jovens e crianças com Jack e o porquinho de Natal. O livro tem lançamento mundial nesta terça-feira (12). Na história, o menino que dá nome à obra perde seu brinquedo favorito, um porquinho de pelúcia chamado O Poto. Durante o Natal, no entanto, a sorte dele está para mudar. Ao ganhar um novo bichinho, o menino vai unir forças e sair em busca do amigo desaparecido. “Há alguns conceitos no livro que podem levar a conversas interessantes entre adultos e crianças”, diz a autora.

Jack e o porquinho de Natal
J. K. Rowling
Trad.: Ryta Vinagre
Rocco
320 págs.

Ei, você! — Um livro sobre crescer com orgulho de ser negro
Dapo Adeola

Em um livro que celebra a diversidade, o autor britânico-nigeriano se junta a um time de 19 ilustradores para homenagear a vida de crianças negras de todo o mundo. “Nas histórias que eu lia e assistia, ninguém dizia que meu cabelo crespo, solto e volumoso era igual a uma coroa, nem que a minha pele preta era linda, nem que meus antepassados eram inteligentes, nem que meu nariz era bonito”, comenta a atriz Taís Araújo a respeito da narrativa. A obra, que propõe caminhos esperançosos para pequenos sonhadores e é indicada para leitores a partir de 4 anos, traz artes de Alyissa Johnson, Joelle Avelino e Onyinye Iwu, entre outros.

Ei, você! — Um livro sobre crescer com orgulho de ser negro
Dapo Adeola
Trad.: Stefano Volp
Companhia das Letrinhas
56 págs.

Diário de Pilar na Índia
Flávia Lins e Silva

Em mais uma aventura da coleção “Diário de Pilar”, a personagem que dá nome ao livro, seu amigo Breno e o gato Samba desembarcam na Índia. Em um país conhecido por inspirar o autoconhecimento, berço de religiões milenares, eles vão descobrir muito mais sobre si mesmos e ainda terão a oportunidade de ajudar Kamala, uma jovem atriz que está em busca do irmão desaparecido. Na trajetória, que oferece diversos ensinamentos sobre a história da Índia e visita algumas das figuras mais interessantes do local, os pequenos conhecem o monumental Taj Mahal, o rio Ganges e se encantam com os ensinamentos de Buda. A obra é indicada para leitores a partir de 8 anos.

Diário de Pilar na Índia
Flávia Lins e Silva
Ilustrações: Joana Penna
Pequena Zahar
224 págs.

O mesmo sonho
Ana Maria Machado

O poder do sonho está no centro de um dos novos livros da autora carioca, que é voltado para leitores a partir de 7 anos e já foi selecionado pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil como altamente recomendável. Quem, afinal, nunca sonhou que podia fazer coisas impossíveis? Quando se trata de fabulação, tudo é válido. E as possibilidades oferecidas pela ficção são capazes de inspirar pessoas de todas as idades. Um dos nomes mais importantes da literatura brasileira para crianças, Ana Maria já ganhou três vezes o Prêmio Jabuti e tem no currículo um Hans Christian Andersen, considerado a mais importante honraria da literatura infantojuvenil, entre outros feitos e conquistas incríveis. 

O mesmo sonho
Ana Maria Machado
Ilustrações: Elizabeth Teixeira
Moderna
32 págs.

A infância de Mauricio de Sousa
Audálio Dantas

Uma boa obra infantil também deve ser instrutiva. Na coleção “A infância de”, editada pela Callis, os pequenos conhecem as trajetórias de nomes incontornáveis das artes brasileiras. Em um dos título da série, A infância de Mauricio de Sousa, o jornalista Audálio Dantas mostra como o homem que viria a criar a Turma da Mônica foi apaixonado pelas histórias em quadrinhos desde cedo, em uma infância marcada por uma família acolhedora e muitos amigos. Completam a série de biografias, voltadas para leitores a partir de 9 anos, livros sobre a pintora Tarsila do Amaral e os escritores Graciliano Ramos e Tatiana Belinky.

A infância de Mauricio de Sousa
Audálio Dantas
Callis
32 págs.