Biografia retrata vida e obra de Stan Lee, o gênio da Marvel

Após visitar alguns sucessos recentes do Universo Cinematográfico Marvel (UCM) — WandaVision, Loki e Viúva Negra —, a Bienal 360º aproveita o lançamento da biografia A espetacular vida de Stan Lee, de Danny Fingeroth, para contar um pouco da história da mente por trás de alguns dos personagens e grupos mais icônicos das histórias em quadrinhos.

Stan Lee (1922-2018) nasceu em Nova York, em 1922, pouco antes da crise financeira que arrasou os Estados Unidos no final daquela década. Apesar de ter crescido em meio a um ambiente desfavorável, e de ter enfrentado vários percalços na indústria dos quadrinhos, Lee — ao lado de Jack Kirby e Steve Ditko, entre outros artistas — criou o que um aluno da Universidade de Princeton chegou a definir como “a mitologia do século 20”.

Não é para menos. Principalmente quando se vê, hoje, a repercussão gigantesca dos produtos Marvel — que, antes de se firmar como a empresa bilionária de hoje, chamou-se Timely e Atlas. Alguns dos principais super-heróis e grupos que fizeram da marca uma verdadeira sensação mundial, com uma história que começa na década de 1960 e se intensifica com as adaptações cinematográficas feitas a partir do século 21, são:

  • Homem-Aranha
  • Homem de Ferro
  • Hulk
  • Thor
  • Os Vingadores
  • X-Men
  • Pantera Nera
  • Viúva Negra
  • Demolidor
  • Quarteto Fantástico
Ken Bald e Stan Lee na Mike Carbo’s New York Comic Book Marketplace em março de 2012. Foto: Cortesia de Rick Dee/Parceiros criativos

Era Marvel

Stan Lee ficou mais de 75 anos na Marvel. Não é exagero dizer que foi uma vida inteira dedicada à empresa — e, principalmente, aos quadrinhos. Em 1961, com mais de duas décadas de experiência nesse ramo que dificilmente inspirava o respeito dos adultos, Lee decidiu que estava na hora de dar novos rumos às HQs.

Foi nesse período que surgiram os super-heróis citados acima e que os comics, como vêm sendo chamados, começaram a ganhar as características que prevalecem até hoje. A maior revolução, ao que tudo indica, foi a ideia de retratar os personagens com maior humanidade, fazendo com que o público pudesse se identificar mais e, por consequência, tivesse mais interesse na marginalizada arte dos quadrinhos.

Lee, ao lado dos parceiros já mencionados, sabia que estava protagonizando uma mudança gigantesca. Em maio de 1963, ele declarou que se iniciava a “Era Marvel de Quadrinhos”. Se pode ter parecido um comunicado megalomaníaco à época, ou qualquer coisa do tipo, o tempo provou que todos os envolvidos nessa revolução estavam certos.

O filme Vingadores: ultimato (2019), para dar uma ideia do que são os produtos Marvel hoje em dia, faturou cerca de 2,8 bilhões de dólares ao redor do mundo, segundos informações do IMBd. Esse enorme universo, que é dividido em quatro fases (compostas de filmes e séries), começou em 2008, quando Robert Downey Jr. deu vida ao Homem de Ferro, e continua sendo desenvolvido.

Informações e curiosidades

  • Stanley Martin Lieber, o Stan Lee, nasceu em Nova York, em 1922
  • Serviu na Segunda Guerra Mundial
  • No começo da década de 1960, ao lado de Jack Kirby e Steve Ditko, entre outros artistas, criou super-heróis e grupos como Homem-Aranha, Homem de Ferro, Os Vingadores e X-Men
  • Em 1961, chegando aos 40 anos, decidiu dar mais “realismo” e humanidade aos personagens das histórias em quadrinhos 
  • Em maio de 1963, declarou que se iniciava a “Era Marvel dos Quadrinhos”
  • Trabalhou na Marvel por mais de 75 anos
  • Apesar de ser a “cara” da empresa, nunca foi sócio
  • Costumava fazer breves aparições nos filmes do Universo Cinematográfico Marvel, sempre com alguma piada ou comentário engraçado
  • Foi introduzido no Will Eisner Award Hall of Fame em 1994
  • Morreu em 2018, aos 95 anos

Compre o livro na loja Bienal Rio

A espetacular vida de Stan Lee
Danny Fingeroth
Trad.: Flora Pinheiro
Agir
488 págs.