Autora do best-seller “Extraordinário”, R. J. Palacio estreia nos quadrinhos

A trajetória de R. J. Palacio nas letras prova que paciência é uma virtude. Prestes a completar 50 anos, a norte-americana publicou o romance Extraordinário, em 2012, um best-seller que já vendeu mais de 12 milhões de exemplares ao redor do mundo. Uma década depois, a autora expande esse universo com a HQ Pássaro branco.

Em sua primeira incursão pelos quadrinhos, Palacio mergulha na comovente história de Sara Blum, que encontrou acolhimento e amor em meio aos horrores da Segunda Guerra Mundial. Mais especificamente, na França ocupada pelos nazistas, no início dos anos 1940.

Essa personagem, e aí está a “sacada” da autora, é avó de Julian — o menino que, no romance Extraordinário, praticava bullying com Auggie, nascido com uma síndrome genética. O ex-bully, na história de Pássaro branco, precisa fazer um trabalho de História para a escola e terá a oportunidade de reconhecer, depois de ouvir o relato da avó, que o que fez com o colega foi ainda mais odiável do que se imaginava.

R. J. Palacio, autora do universo de Extraordinário.

R. J. Palacio: livros e trajetória

  • Nasceu em Nova York, nos Estados Unidos, em 1963
  • Trabalho com design gráfico por muito anos antes de lançar um romance
  • Estreou na narrativa longa em 2012, com Extraordinário
  • O livro vendeu mais de 12 milhões de exemplares ao redor do mundo
  • O universo de Extraordinário é composto por cinco outras narrativas:
  • 365 dias extraordinários
  • Auggie & eu
  • Dias extraordinários
  • Somos todos extraordinários
  • Pássaro branco, primeira experiência da autora com os quadrinhos

Por dentro de Pássaro branco

“Foram tempos sombrios”, diz a avó para Julian, quando o menino pede que ela conte como foi sua vida durante a guerra. “Mas o que eu realmente levei comigo… não foi a escuridão, e sim a luz. E é essa história que eu quero compartilhar com você.”

A narrativa em quadrinhos se desenvolve, assim, pautada pela esperança em meio à adversidade — de começo ameno na França, nos anos 1930, até o sinistro início da década seguinte, quando o país foi ocupado pelos nazistas e se viu dividido em duas zonas radicalmente diferentes.

É nesse cenário que Sara Blum, avó de Julian e quem conta a história de Pássaro branco, cresceu. Por pior que pareça, é também nesse cenário que a personagem se aproxima de Julien Beaumier, menino excluído por todos da escola após ser acometido pela poliomielite, e sua família acolhedora.

Detalhe do pôster do filme Extraordinário, baseado no livro homônimo de R. J. Palacio.

Extraordinário

Na HQ Pássaro branco, Palacio mostra como somente a empatia é capaz de sustentar a humanidade em meio ao horror. Essa “levada” esperançosa é marca da autora, que já tinha explorado fórmula semelhante em seu primeiro romance, Extraordinário.

No best-seller, Auggie nasceu com uma complicação genética e, por consequência, tem um rosto diferente. Ele nunca tinha frequentado a escola antes, tendo sido educado em casa, mas seus pais decidem que é hora de mudar. E não será nada fácil para o pequeno.

O romance foi adaptado para o cinema por Stephen Chbosky, em 2017, com ótima aprovação do público e crítica. O promissor Jacob Tremblay, que já estava nos holofotes após grande atuação no filme O quarto de Jack, é quem faz o papel de Auggie. Julia Roberts e Owen Wilson também estão no longa.

Compre os livros na loja Bienal Rio

Pássaro branco
R. J. Palacio
Trad.: Rachel Agavino
Intrínseca
224 págs.

Extraordinário
R. J. Palacio
Trad.: Rachel Agavino
Intrínseca
320 págs.