As referências literárias e cinematográficas do polêmico desenho Rick and Morty

A série animada de ficção científica Rick and Morty, criada pelos norte-americanos Justin Roiland e Dan Harmon em 2013, acaba de chegar à 5ª temporada. O desenho, exibido no bloco de programação Adult Swim, da Cartoon Network, é carregado de humor grotesco e cenas violentas. O teor peculiar da obra, que está com 44 episódios até o momento e tem quatro temporadas disponíveis na Netflix, rende tanto ódio quanto amor nas redes sociais. E memes. Aos montes. 

De um lado, os defensores de que é preciso ser muito inteligente para acompanhar as “sacadas” dos episódios, que por trás de todo sangue e nonsense escondem-se significados profundos, reflexões existencialistas. De outro, há quem diga que se trata de um trabalho apreciado por pedantes, que se acham especiais por “entenderem” uma série que, na verdade, nada tem a oferecer.

Independentemente de que lado dessa batalha você esteja, se é que escolheu algum, um fato é Rick and Morty é carregado de boas referências cinematográficas e literárias, em um movimento muito próprio das produções audiovisuais contemporâneas — esse de acenar para diversas outras linguagens, seja de maneira irônica, parodiando, ou a valer. Para exemplificar, a Bienal 360º separou cinco episódio que ilustram esse ponto.

A família reunida: Rick, Jerry, Beth, Summer e Morty.

Breve histórico e enredo

Antes de entrar nos episódios, é bacana lembrar a origem do desenho. A coisa toda surgiu lá nos idos de 2006, pelas mãos de Justin Roiland, sendo inicialmente uma paródia do filme De volta para o futuro (1985). Exibida no canal de curtas Channel 101, a produção — mais precária e de humor duvidoso — se chamava The real animated adventures of Doc and Mharti, trazendo os personagens Doc Smith e Mharti McDonhalds.

O espírito da animação era basicamente o mesmo: um avô brilhante e seu neto em “altas aventuras”, mas com um teor sexual bizarro. Em sua forma atual, Doc Smith se transformou no genial Richard “Rick” Sanchez, um homem triste e bêbado que tem medo de encarar o próprio vazio interior, e seu sobrinho atrapalhado e não muito inteligente, Morty.

Os personagens que completam a série são Summer, irmã de Morty, e Jerry e Beth, pais dos irmãos que se odeiam. O vovô Rick é pai de Beth, e o contexto da série é que ele ficou fora por muito tempo. Agora, de volta ao lar dos Smith, tem em Morty seu fiel escudeiro para aventuras que envolvem realidades paralelas, multiversos, criaturas perigosas e até mesmo um pouquinho de amor, como o que o pequeno protagonista sente por Jessica, sua colega de escola.

Àqueles ainda preocupados em se posicionar no time da inteligência ou da pedância necessária para curtir o desenho, um dos criadores de Rick and Morty, Justin Roiland, deixa uma dica: o QI necessário para assistir à série é zero. E “Wubba lubba dub dub!”, uma das frases de impacto do personagem Rick, não passa de uma forma que eles encontraram para zoar coisas do tipo “Bazinga!”, de The Big Bang Theory. Por último, mas não menos importante, a vinheta de abertura da série deixa uma informação contundente: 3 + 3 = 6.

Anatomy Park
Temporada 1, episódio 3

É natal, dia em que se comemora o nascimento do semideus Jesus, segundo comentário de Morty. Rick aparece na casa dos Smith com um amigo de longa data, uma espécie de Papai Noel moribundo que parece estar nas últimas devido ao abuso de álcool. Para salvar o camarada, o cientista pede ajuda de Morty: cabe ao jovem de 14 anos entrar no organismo do moribundo a fim de salvá-lo.

A jornada envolve um passeio pelo “Anatomy Park”, construído dentro do organismo do homem. A placa de entrada, como se vê na imagem acima, é um aceno direto ao filme Jurassic Park (1993), de Steven Spielberg. O diretor norte-americano, por sua vez, baseou-se no romance homônimo de Michael Crichton para criar seu longa-metragem.

Total Rickall
Temporada 2, episódio 4

Em uma bagunça entre memórias reais e outras plantadas por alienígenas que querem se infiltrar na Terra, a casa dos Smith vira de ponta-cabeça. Ao longo da história, Rick, Morty, Summer, Jerry e Beth precisam entender por que estranhas criaturas começam a aparecer em todos os cômodos, e como elas — do nada — dão a impressão de fazerem parte da vida da família desde sempre.

O título do episódio é referência direta aos filmes Total recall — um de 1990, com Arnold Schwarzenegger no papel principal, e outro de 2012, com Colin Farrell no protagonismo. Ambos são baseados no conto “We can remember it for you wholesale”, do mestre da ficção científica Philip K. Dick, que envolve implantes de memória e realidades simuladas. 

The old man and the seat
Temporada 4, episódio 2

Rick tem certos problemas em ir ao banheiro com gente por perto. Para resolver esse problema, o cientista bêbado — que carrega sempre uma arma capaz de abrir portais interdimensionais — construiu para si uma privada em um planeta distante, onde pode se aliviar em paz. A história fica caótica quando ele descobre que alguém desconhecido sentou em seu trono.

O título do episódio faz referência à novela O velho e o mar (The old man and the sea), de Ernest Hemingway. No livro, o vencedor do Prêmio Nobel de Literatura narra a história de um pescador obstinado. Há muitos dias sem conseguir nenhum peixe, mesmo sendo experiente na área, o homem se lança em alto-mar, sozinho, para tentar se reconectar com suas origens.

One crew over the crewcoo’s Morty
Temporada 4, episódio 3

Em uma paródia direta da série de filmes sobre roubos iniciada com Onze homens e um segredo (2001), do diretor Steven Soderbergh, o episódio vai do começo ao fim fazendo piadas com esse tipo de enredo, no qual uma artimanha esconde outra, que esconde outra, que esconde outra, e assim por diante. O título, no entanto, faz referência ao filme e romance Um estranho no ninho (One flew over the cuckoo’s nest).

O livro, assinado por Ken Kesey, é um clássico da contracultura e o longa-metragem, do diretor Miloš Forman, não fica muito atrás. Protagonizada por Jack Nicholson, a adaptação audiovisual ganhou as cinco principais estatuetas do Oscar, entre as quais a de melhor ator e melhor roteiro adaptado.

Promortyus
Temporada 4, episódio 7

Parasitas que encontram na forma humana um hospedeiro estão no centro deste episódio, que reúne Rick, Morty e Summer. Quando os dois homens acham que terminaram a aventura do dia, e já estão sentados com Jerry e Beth para um bom café da manhã, lembram que deixaram Summer para atrás. O caos se instaura quando voltam para buscá-la.

O título do episódio faz referência ao filme Prometheus (2012), do diretor Ridley Scott, no qual são narrados acontecimentos anteriores ao clássico da ficção científica Alien (1979). Toda a questão dos parasitas mal-intencionados, é claro, não é mera coincidência.  

Informações importantes

  • Rick and Morty surgiu como uma paródia do filme De volta para o futuro (1985)
  • O desenho está na 5ª temporada, com 44 episódios até agora
  • O primeiro episódio da nova temporada, segundo comentário do personagem Morty, é uma “merda tipo Nárnia”
  • Richard “Rick” Sanchez, um cientista maluco dado à bebida, é o homem mais inteligente do universo
  • Rick gosta de rap e sempre carrega uma arma capaz de abrir portais interdimensionais
  • De acordo com a vinheta de abertura do desenho, três mais três é seis
  • Justin Roiland, um dos criadores do desenho, diz que o QI necessário para assistir à série é zero

Compre os livros na loja Bienal Rio

Jurassic Park
Michael Crichton
Trad.: Márcia Men
Aleph
920 págs.

O velho e o mar
Ernest Hemingway
Trad.: Fernando de Castro Ferro
Bertrand Brasil
126 págs.

Um estranho no ninho
Ken Kesey
Trad.: Ana Lúcia Deiró
BestBolso
420 págs.