MINISTÉRIO DA CULTURA, PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO E SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA APRESENTAM

VENHA VIVER
MUITAS HISTÓRIAS.

releases

Download do Release (PDF)

Na Bienal, Café Literário promove encontros entre autores e leitores

Na Bienal, Café Literário promove encontros entre autores e leitores
 

Público tem lotado o espaço para acompanhar sessões com seus escritores preferidos, vindos de todas as partes do mundo

Desde a abertura da Bienal do Livro Rio, na última quinta, 29 de agosto, o Café Literário vem apresentando ao público uma intensa programação cultural sobre os mais variados temas. Com a curadoria do premiado crítico e professor universitário Italo Moriconi, o espaço já recebeu nomes como poeta performático alemão Bas Böttcher, o best-seller Matthew Quick, o crítico de artes Will Gompertz e o jornalista Zuenir Ventura, entre outros.
 

Na quinta-feira, 29, o público conheceu um pouco mais da poesia alemã e do século XXI num bate-papo entre Bas Böttcher e Ricardo Domeneck, escritor e artista visual brasileiro que vive em Berlim. No segundo dia, 30, Olga Grajsnowa, Carmen Stephan e Carola Saavedra, escritoras que viveram em diversas partes do mundo, conversaram sobre a influência da mobilidade geográfica em seus livros. A experiência de Zuenir Ventura também foi tema da mesa baseada na obra “Sagrada família”, assumidamente baseado em suas memórias. O autor deu uma verdadeira aula sobre processo criativo e foi ovacionado pelo público.
 

No dia seguinte, sábado, 31/8, o autor de “O lado bom da vida”, que virou filme e recebeu oito indicações ao Oscar 2012, participou de um bate-papo com Flávio Carneiro e Socorro Acioli sobre novas definições de leitores, contando suas experiências ao escrever títulos que transitam entre os universos adulto e juvenil. Domingo (1/9) foi a vez do editor de artes da BBC Will Gompertz explicar como escreveu um livro sobre a arte contemporânea que fosse acessível a todos os públicos. Na conversa com Paulo Sergio Duarte e Kathrin Passing,ele abordou os desafios da língua escrita na era da imagem.
 

30 anos de Bienal

O Café Literário foi ainda espaço de celebração dos 30 anos da Bienal, na noite deste domingo. As lágrimas da educadora e escritora Tania Zagury ao falar da importância do evento marcaram a sessão. Visivelmente emocionada, Zagury ressaltou que os eventos literaários são o principal caminho para enfrentarmos o difícil momento por passa a educação no país e termos um Brasil letrado. A mesa, formada por ela, o poeta Ferreira Gullar, a crítica literária Beatriz Resende e o jornalista e escritor Ruy Castro, intitulada “Bienal 30 anos: Memória e celebração”, ressaltou a proximidade que o maior encontro literário do país proporciona entre autor, imprensa e público. Na primeira edição, em 1983, no Copacabana Palace eram 104 expositores e um público de 40 mil pessoas; hoje, espelhados pelos três pavilhões do Riocentro, são 950 estantes, e a expectativa é que até 8 de setembro cerca de 600 mil pessoas visitem o evento.
 

“O tipo de intimidade que a Bienal traz entre o autor e o leitor é importante até para a sobrevivência da obra. Nós, escritores, ganhamos muito em ter um retorno físico do público e ouvir coisas como, ‘seu livro mudou a minha vida’”, relatou Ruy Castro, um dos nomes mais presentes nos 30 anos do evento. Outra figura marcante nas edições, Ferreira Gullart compartilha da mesma opinião do colega. “É muito bom que a Bienal ganhe proporções crescentes a cada edição, pois tem o papel de aproximar as pessoas das obras e de nós, autores. É uma alegria passar pelos pavilhões e ver tanta gente animada com os livros”, comemorou.
 

Literatura e situações-limite
 

Outra mesa do Café Literário deste domingo contou com a participação da irlandesa Emma Donoghue e da gaúcha Cíntia Moscovich. Ambas escrevem histórias de traumas, superações e obstáculos da vida. O encontro “Literatura e situações-limite” discutiu a capacidade que temos para superar dificuldades e se recuperar após circunstâncias traumáticas.
 

“Escrevo histórias de superação, traumas, medos e incertezas, mas nos meus livros sempre existe a figura daquele transgressor, que quebra paradigmas, principalmente em relação ao gênero”, comentou Emma sobre sua obra. Já Cíntia, fez uma confissão durante a rodada: “Não sei se tenho mais medo de rato ou da morte, mas a segunda com certeza é meu maior trauma”.
 

Para os próximos dias

Quem não esteve na Bienal do Livro Rio ainda poderá aproveitar a programação do Café Literário. Amanhã, às 19h, Daniel Mundukuru, Garça Graúna e Lúcia Sá se reúnem para falar de literatura indígena. Já na quarta-feira, às 19h, Tony Belloto, Antônio Torres e João Paulo Cuenca conversam sobre as motivações que os levaram a lançar seus livros. A programação do espaço continua 8 de setembro, último dia do evento, e até lá recebe ainda Frei Betto, John Freeman e Mary Gabriel, entre outros.
 

As fotos da Bienal, atualizadas diariamente, estão disponíveis em http://www.flickr.com/photos/101023397@N04/
 

Os organizadores

Com escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Bahia, a Fagga l GL events exhibitions é uma das maiores empresas em promoção e organização de feiras do país, responsável pela realização de mais de 20 eventos anuais. Subsidiária do grupo GL events Brasil, operação brasileira de um dos maiores grupos do setor de eventos do mundo - a francesa GL events -, a Fagga soma mais de meio século de experiência.
 

O SNEL (Sindicato Nacional dos Editores de Livros) é uma sociedade civil que tem como objetivo o estudo e a coordenação das atividades editoriais no Brasil, assim como a representação legal da categoria de editores de livros e publicações culturais. Sua missão é dar suporte à classe nas áreas de direitos autorais, biblioteconomia, trabalhista, contábil e fiscal. A atual presidente do SNEL é Sonia Jardim, que também é vice-presidente de operações do Grupo Editorial Record.
 

Mais informações para a imprensa:

Adriane Constante – adriane.constante@approach.com.br

João Veiga – joao.veiga@approach.com.br

Cláudia Montenegro – claudia.montenegro@approach.com.br

Tel.: (21) 3461-4616 – ramal 123 – www.approach.com.br

Use as tags #EUAMOLER e #BIENALRIO e compartilhe seu amor pela leitura.

patrocinador
patrocinador entreletras
patrocinador café literário e papel oficial
patrocinador segurança oficial
patrocinador e-commerce
apoio cultural
apoio
apoio espaço digital
transporte oficial
parceiro de mídia
APOIO ENSINO SUPERIOR
REALIZAÇÃO
AGENTS & BUSINESS CENTER
realização
INFORMAÇÕES, DÚVIDAS E SAC:
+55 21 3094-5676
Atendimento: 13h às 19h
contato@bienaldolivro.com.br
ASSESSORIA DE IMPRENSA:
Approach Comunicação Integrada
21 3461-4616 - Ramal 133
Adriane Constante
bienal@approach.com.br
endereço
Rua Salvador Allende 6.555
Barra da Tijuca · RJ
22783-127 · Brasil
http://orderultram.net/